Monday, December 11, 2006

Prendas?

Este ano não há prendas? Está tudo preocupado com o consumismo?

Não percebo. Parece-me que este ano o Natal foi simplesmente cancelado, proibido.
O Natal nunca foi, desde que me conheço, uma simples celebração do nascimento de Cristo. O Natal sempre significou presentes, sempre significou festa, sempre significou bacalhau e comida boa. Lembro-me de imensos natais em que tinha prendas contadas, em que riscava da lista as que já tinha recebido. E nunca foram demais sendo poucas porque fizeram parte do meu crescimento enquanto criança, parte da alegria a que todos temos direito. E depois…quem não gosta de receber prendas? Quem não gosta de se deliciar abrindo lentamente ‘aquela’ prenda, saboreado cada momento? Eu gosto.

Neste Natal preocupem-se com o consumismo, mas com o consumismo exagerado. Preocupem-se quando o vosso natal deixar de ser feliz, deixar de ser ‘a partilha’ para ‘a obrigação’. Mas não se preocupem com o Natal na sua forma mais pura. Porque a meu ver o Natal é ainda o presentear quem mais gostamos. E isso, em si, tem tudo de bom.

1 comment:

Madeline said...

Estou contigo. :)