Wednesday, March 05, 2008

Pequenos Pecados…

Que ninguém me tire as manhãs de quarta-feira, este meu pecado que pouca gente sabe e do qual me orgulho muito secretamente.

Quarta-feira é dia de reunião num outro departamento de Terapia génica, do outro lado do rio, em Russell Square. Podia faltar a estas reuniões, como o pessoal do meu laboratório, e optar por andar para a frente com as coisas aqui. Contudo, porque efectivamente aprendo imenso e por uma questão de saude mental (como irão perceber mais adiante) as manhãs de quarta-feira fazem parte de um ritual bonito, que gosto de manter. O meu pequeno luxo, a minha combinacão perfeita - ciência e boa vida.

O estar ali, mesmo calada, pertencer aquele mundo. Depois sair, um café, uma conversa, uma troca de protocolos, uma piada tonta. Falar português nem que seja só um bocadinho… Descer por Holborn, calmamente, vagueando por onde me apetecer, visitar as livrarias todas no caminho – sem excepcão -incluindo as dos livros já lidos/usados, as minha favoritas. Sentir aquele cheiro simultaneamente doce e repousante. Passar na rua de Portugal e sorrir num misto de orgulho e confusão.


Entrar na cafeteria da LSE e fingir por momentos que afinal segui aquele curso de jornalismo ou de uma outra coisa qualquer que me fizesse por obra do acaso ir parar ali. Saio já com rumo certo: Maughan library, uma paixão antiga que não consigo saciar. Ás vezes, quando tenho menos tempo, entro só para contemplar a sala grande, os candieiros, a calma, sentir o cheiro.



Nos dias de sol, como hoje, perco-me com pequenos promenores, o Royal Court of Justice, umas caixas multibanco de um banco qualquer que por ali existe com uma arquitectura fenomenal, ou este pub que me lembra sempre um cantinho muito semelhante em Cardiff.


Nas manhãs de quarta já todos so me esperam lá para o meio-dia. Volto rejuvenescida, com este sentimento sublime de quem pode o mundo! Estou então de pulmões cheios, e ninguém percebe bem porque passo o resto do dia que nem uma barata tonta. É que fazer aquele clone tem agora muito mais sentido…

6 comments:

Tiago said...

Que saudades desse caminho Russell Square-LSE, que fiz todos os dias no meu primeiro ano aí. Para chegar, também com sorriso, à Portugal Street.
Nunca deixes de ir a esses encontros, trocar experiências, arejar as ideias...

Joana said...

oh cromossoma, como te entendo...eu adoro vaguear por esses lados, e adoro esse pub e com phones nos ouvidos parece que levito:) mas, sabes, nunca vi essa Portugal street...onde fica exactamente!?

beijos

Simãozinho, o Bife said...

Zona bem catita sim senhor...

Cromossoma X said...

TIAGITO!!!!!!
Estás de volta aos blogs!!! que bom ver-te por aqui!!:)

Joana, a Rua de portugal fica mesmo ao pé da LSE, quem vem do Strand para Euston/Russel square do lado direito da Rua. Penso que em tempos a Embaixada Portuguesa era ali, o que deu nome á rua...

Lua said...

Acho que só dei de caras com essa rua uma vez e foi por acaso :(

Mas é um passeio muito bonito, sim senhor!

Tuga em Londres said...

Essa descricao fez-me ter a vontade de também ter assim uma manha dessas. Que bem que me sabem esse tipo de passeios. Ja tinha visto essa Portugal Street no mapa da revista de convent garden umas vezes e quiz sempre la passar mas ainda nao tive a oportunidade. Tenho que la ir.