Sunday, May 25, 2008

Retrato (de um povo)

Somos a geração perdida, encalhámos por aqui ou por ali. Não somos de lado nenhum e sentimos todos simultâneamente que pertencemos a todo o lado. Os “donos do mundo”, como se o mundo se podesse governar por cabecilhas a mando de Viriato. O futuro? Ninguém sabe. Mas todos sabemos que mais cedo ou mais tarde chegará. Entreolhamo-nos ao partir, temendo confiantes a nossa vez.

Temos formigas no corpo e outros bichinhos que tais na cabeça. Se somos mais fortes? Não sei. Sei que somos ja muitos e muitos mais seremos daqui por diante.
Portugal está a mudar. Tem comichões.

6 comments:

t said...

e deve mudar mt quando as pessoas mais capazes continuam a ir para fora... é isso!

[anna_pacheco] said...

enquanto se negar oportunidades...enquanto se ignorar as capacidades...enquanto se menosprezar quem tem tanto para dar...enquanto continuarem a acreditar que o futuro está em todo o lado menos na formação[profissional, académica...]...enquanto se ignorarem os sonhos que tanto podem mudar...este "paraíso" à beira mar plantado continuará com comichões...muitas e crescentres... Por querer, humildemente, mudar um pedacinho do antro de oportunismos que se tem criado no nosso país... Também eu vou ter que abandoná-lo... Por tempo incerto... Ou pelo menos até me sentir capaz que poderei voltar com o que, entretanto, aprendi... É triste, mas é verdade.
Beijo
Ana

Carla said...

Somos melhores :)
Um abraço, gostei muito!

cat said...

somos de facto os melhores... existe muibo boa raca Tuga ca fora :)

Cromossoma X said...

Sim, sim minha gente. A geracao com tomates :))))

Cromossoma X said...
This comment has been removed by the author.