Wednesday, April 16, 2008

Era só o que mais nos faltava….

Que eu saiba nos EUA não se fala Americano, fala-se ingês. Na Austrália não se fala Australiano, fala-se inglês. No Quénia nåo se fala Quéniano, (apesar dos dialectos) fala-se francês. Porque razão haveria o Brasil de ser diferente?
Povos descobertos falam a lingua mãe, pronto. E o Brasil fala Português, ora porra!

Desculpem, por vezes esqueço-me que o orgulho é só para exibir quando a selecão joga.

5 comments:

Zé said...

o acordo é uma questão estratégica de afirmação da língua. um estrangeiro quer aprender português no Brasil e poder falar e escrever (e ser entendido) da mesma maneira em Portugal ou num país africano de língua portuguesa. Além disso parece-me ridículo todo esse colonialismo e o estúpido "orgulho nacional". Se calhar estás a aprender com os ingleses... (gosto muito de ler os teus textos , mas este sinceramente desiludiu-me MUITO)

Lua said...

Eu até me podia estender com esta questão mas não vou porque sinceramente é de manhã cedinho e eu nem sequer tive ainda o pequeno almoço... sim, questões importantes :)

Zé, relativamente ao Português, o acordo ortográfico não tem absolutamente nada a ver com a atribuição de uma língua a um país. Acho que a Sónia estava a querer explicar que não concorda com a atribuição de uma língua - que se diria (e diz) Brasileira - em vez do que é oficialmente conhecido como 'variante de língua Portuguesa'. Ou pelo menos foi assim que te li Sónia. Corrige-me se estiver errada.

Eu não tenho um problema absolutamente nenhum em alterar uma coisa aqui e acolá, desde que estas coisas não interfiram com a fonética e sintaxe (entre outras áreas) do Português europeu (como aconteceu com algumas das formas do Inglês). Estou completamente contra o alterarem-se formas que não respeitam o sistema linguístico do Português europeu, somente porque há mais gente a falar Português do Brasil e que tal (entre outras razões francamente estúpidas).

Isto agora só para concluir porque tenho mesmo de ir tomar o dito pequeno almoço e para responder ao teu "o acordo é uma questão estratégica de afirmação da língua":

Não tenho problema absolutamente nenhum em ver uma língua querer afirmar-se. Acho óptimo. O acordo pode, sim senhor, ajudar este processo. Quanto a este acordo ser essencial ou usado para afirmar o Português do Brazil como uma língua separada, isto é, Brasileiro, não. Não são línguas diferentes. O Português europeu é uma língua e o Português do Brasil é uma variante do Português europeu.

Questões políticas à parte, este o caso, pelo menos de um ponto de vista linguístico.

Cromossoma X said...

A língua é móvel e não é porque existe um acordo ortográfico que a língua viajará imperativamente neste ou naquele sentido. São os falantes que moldam a língua. Não tenho por isso, nenhum problema em ver uma lingua “querer crescer” á custa do seu proprio molde. Aliás, está no seu direito.

Agora, parece-me importante referir que no seu cresciemnto e autonomia o Português do Brasil não deixa de ser uma variante do Português Europeu.

Como ja referi, o inglês falado e escrito no Reino Unido é muito diferente do que se escreve nos Estados Unidos, Austrália ou qualquer outro país onde o ingês é a língua oficial. Já alguém ouviu os australianos dizerem que falam australiano? Ou os americanos dizerem que falam americano?A língua é o inglês. Ponto final. Em Portugal, no Brasil, Moçambique, Guiné-Bissau, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Princípe e Timor a língua OFICIAL é o Português. Além disso fala-se também português em Macau e na Índia. Variantes ou não são Português.

Para além disso, Ptuguês é a 5a língua mais falada do mundo. Acho que todos os que falam português, seja ele português europeu ou sul americano ou africano ou asiático deviam orgulhar-se de falar a 5a língua mais falada do mundo. Eu tenho imenso ORGULHO em falar português. Viva onde viver irei sempre ser um falante de português.

Anonymous said...

Apenas um reparo: a língua oficial do Quénia não é o Francês, é o Inglês ;).

Cromossoma X said...

E' verdade sim senhora!! Nos paises a oeste e' que se fala Frances :)


Ja agora um reparo para quem comentou: porque sera que quem me corrige nunca assume a sua identidade??!!